Quinta-feira, 21 de Junho de 2007

LOBO NO LUAR


(Pedro Abrunhosa | Pedro Abrunhosa & Bandemónio)

Passo a passo vou seguro,
Contra a cadência do dia,
No espelho o teu futuro
Sem sombra de fantasia.
Caio só aos pés da cama
Atiro o teu nome ao vento,
Que noite em que não se ama
Torna o meu amor sedento.

Esconde o teu olhar
Não me cruzes o caminho
Como um lobo no luar
Quero acordar sozinho
E digo… Oh oh oh
Como um lobo no luar… [bis]

É de alva a tua pele,
É de prata o teu silêncio,
Rasga, sê cruel,
Dá-me aquilo em que eu te penso.
Sou fera, sou fraco,
Sente esta mão de fogo,
Que dia em que não ataco
É dia em que não sou lobo.

Esconde o teu olhar
Não me cruzes o caminho
Como um lobo no luar
Quero acordar sozinho
E digo… Oh oh oh
Como um lobo no luar… [bis]

Publicado por Universal Music Portugal às 00:00
Link do post | Comentar

Arquivos

Fevereiro 2010

Setembro 2009

Agosto 2009

Maio 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

tags

todas as tags

SAPO Blogs

subscrever feeds